sexta-feira, 21 de julho de 2017

Lula um "cacique" com "tribo" que não tem mais dinheiro fácil da corrupção


ARTIGO

A política nacional hoje está com indicadores de que Luís Inácio Lula da Silva, será condenado em Segunda Instância em alguns dos processos ao menos a prisão domiciliar ou regime semi-aberto. O que tornaria Lula inelegível. Outro aspecto dantesco é que Lula, hoje indica, Fernando Haddad ex-prefeito da Capital paulista, ele seria seu sucessor na Campanha para a Eleição presidencial de 2018.

Assim Lula aponta que é o líder todo poderoso do Partido dos Trabalhadores, que se fechasse, não faria falta na política brasileira. Diante de tantos processos e presos, muito pouco pode acrescentar a política brasileira, como o PMDB e outros partidos recém-fundados para fugir do estigma da Operação Lava Jato, de vários deputados federais processados e que não se reelegerão a mandatos em 2018.

A radiografia, quase aposentada, pela tomografia, da política nacional é que Lula mesmo condenado e presos seria como Fernandinho Beira Mar, ele sente que pode fazer política e influenciar candidatos ao brasileiro que sempre, segundo suas estatísticas, sempre votará nele. Há sim, esse eleitorado, a maioria é comprado. A velha militância, que fundou, sustentou e levou o PT a ser um dos maiores partidos de "esquerda" nascido da base a liderar o país, morreu, aposentou, se desiludiu e não quer mais o PT, até mesmo a esquerda maldita, no que esse PT se tornou.

A militância do PT atualmente é toda paga e bem paga, acima do salário mínimo. Agora, com os investimentos denunciados, com os empresários que ganhavam com a corrupção bilhões e mais bilhões de reais, a maioria presos. Com os gerentes e diretores corruptos presos. Basta ainda provar e prender umas duas centenas de deputados federais para que esse sonho de "cacique" político que manda e a "tribo" faz, morrer por inanição de "verdinhas". Não hay más corrupciones y grana fácil e nel pais. Pela atuação da Lava Jato, não. Agora precisa avisa e combinar com o Supremo Tribunal Federal, para que isso dê certo até 2018.

Marcelo dos Santos - jornalista - MTb 16,539 SP/SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário