Artigos Quem acredita nos capitalista brasileiros vão morrer de fome e se votar com o estômago mais ainda


 Artigo

Não é defesa do governo de Dilma Rouasseff. Os críticos deveriam inúmeras os malefícios até mesmo para que isso não ocorre e regrida o país, o que não é possível. O país não afundou com o jeitinho e o toma lá dá cá onde a transferência de impostos caiu no cofre de Empreiteiras, diretores de estatais e políticos. Não será agora que a Operação Lava Jato deve encerrar suas atividades com os corruptos, a grande maioria na cadeia, em 2018.

Quem suscitou isso é Gustavo Franco, ex-secretário do Ministério da Fazenda e presidente do Banco Central, um dos estudiosos do Plano Real, absurdo dizer que esse plano deu certo. Foi um dos planos que foi feito pela Ditadura Militar, por Sarney e por Collor de Mello, com algumas diferenças pontuais.
Resultado de imagem para fotos da economia brasileira

Deveríamos pensar que Lula é eleito, não foi pela baboseira de Lula, paz e amor, que ele se tornou que convenceu o empresariado nacional. Estes estavam derrotados pela inflação e pela alta do dólar e não ganhavam mais dinheiro na especulação e não tinham planos para a indústria e o comércio. Apenas a agricultura que houve investimentos massivos e desde de Dilson Funaro nas sucessivas crises de abastecimento, de carne, de boi no pasto e da Lei Delegada número 4 e até mesmo com Figueiredo, quando ele lançou, o programa de acabar com o especulador para que a comida chegasse direto na feira para que as pessoas tivessem acesso. Sem o atravessador que encareceria, segundo seu governo.

O governo de Dilma Rouasseff foi boicotado pela indústria e industriais. Os depoimentos de Marcelo Odebrechet chega a ser caótico quando ele pede interlocutores, quando o pai, usa Lula para falar com Dilma. Ela foi política o tempo todo, inábil economicamente e errou na avaliação política ao delegar mais poderes com seu fiel escudeiro, o vice-presidente Michel Temer que arquitetou junto com industriais, na maioria paulistas de derrubar todo seu stafe e ela também do poder. Ele conseguiu e desde industriais, agropecuaristas, super atacadistas e mercadistas, latifundiários. Enfim, que tinha o que ganhar e estava a muito perdendo espaço nas decisões do país investiu pesado para comprar pessoas que precisavam de dinheiro para viver ou sobreviver ou que não tem o mínimo de experiência e consciência política.

O mensalão foi o sinal, a mensagem bem decifrada para todo o governo do PT, desde partido, a governantes eleitos. A prisão, julgamento e condenação de José Dirceu da Silva, que se tornou Ministro da Casa Civil, influente e rico ao mesmo tempo, de guerrilheiro anestiado a empresário rico e bem sucedido. Mas, que saiu do governo a bengaladas e pela porta dos fundos do Palácio do Planalto, quase que direito para cadeia, de onde não sairá, talvez com idade de gozar de sua vida com plenitude.

O Plano Real, gerou inflação, carestia, desemprego, juros alto os juros foram normalizar somente no segundo mandato de Lula, com o seu vice, se tornando o arauto da baixa dos juros para o país crescer. O José de tantas cirurgias contra câncer, o industrial, empresário que ajudou a Lula governar o Brasil, o bom mineiro, que como Itamar, ajudou Collor a subir e a cair em pé e não ir direto para a cadeia quando renunciou diante da nação em pé e nas praças gritando pelo impeachment do primeiro presidente corrupto que o Brasil das diretas, já havia produzido, dado a incompetência e inabilidade política e pessoal de Lula, ainda o sapo barbudo que Brizola, conhecedor dos bastidores de Lula, o chamava na intimidade e vazou para a imprensa.

Dilma está quieta e não vestirá a carapuça de bode expiatório das mazelas do Brasil. O país é governado pelo aristocracia rural, pela plutocracia industrial e banqueira e pelos novos ricos, entre eles, supermercadistas, atacadistas, redes de televisão e financistas, os mais ilusionistas do mercado, como Eike Baptista, que aplicou golpes até mesmo em Dilma Rousseff que acreditava nas suas patifarias financeiras, onde tombou fortunas, queimou toneladas de petróleo e afundou muitos barcos sólidos pelo país e mundo afora. Quase volta com o cinto de castidade, mas desta vez no pescoço quando sua mulher desfilou com gargantilha escrito que ela tinha dono, quer mais o quê, prepotência maior do que esse apenas duas dessas.

O Estado brasileiro, que era pai e patrão, na época da ditadura militar, continuou com a Constituição cidadã, pressuposto que o Estado brasileiro cobra muito imposto, com a intenção implícita em todas as suas leis vigentes e que organizam a sociedade, de que esses impostos são investidos na sociedade, no cidadão dado a sua importância social. Mentira, não faz isso e nem o cidadão é importante. O Estado não faz nada funcionar corretamente, nada, educação e saúde, são as bola da vez e tecla desgastadas, linotipo furando o papel, letra apagada de anos e anos, não melhora, ao contrário, piora e a culpa, é da corrupção, o dinheiro sempre acaba na mão de grandes construtoras, bancos, grandes milionários, bilionários que mandam o dinheiro ganho para outros bancos fora do país que investem no seu país e até mesmo empresta dinheiro para o Brasil em investimentos de plataforma de petróleo.

Grande transferência de dinheiro brasileiro hoje ocorre legalmente nas exportações e todos, desde a ditadura militar, aplaudem e investem nisso. Sacas de café, arroz e feijão, minérios, tudo quanto é melhor, a carne vai para fora e custa muito menos em termos de qualidade daquilo que fica no país é servido para o cidadão da Constituição cidadã. Mas, isso traz dinheiro para o país e afirmam que geram emprego e temos hoje 13 milhões de desempregados e cadê os industriais que apoiaram Michel Temer, eles geraram algum emprego novo ou começam a devolver os empregos que tiraram ou que estavam tirando para desestabilizar o governo de Dilma.

O desemprego é a moeda dos fascistas e nacionalistas, industriais, supermercadistas, banqueiros, latifundiários, agropecuaristas e outros que possuem bilhões de fortuna, como os cervejeiros, os carniceiros - ou açougueiros. Nas próximas eleições os magos subirão ao palanque e prometerão empregos, salários melhores, desenvolvimento econômico. Mas, ninguém falará sobre a corrupção, sobre a inflação, sobre o saneamento básico, sobre a transferência de renda para o trabalhador que pode ocorrer somente através de salários melhores e com condição de compra. O salário mínimo do diese deveria estar e torno de R$ 4.000,00 e se paga R$ 937,00 e nos Estados Unidos, França e tantos outros países como Coreia do Sul, todos melhores que o Brasil, pagam melhores salários com nossas mercadorias, com nosso dinheiro que compramos e produzimos seus carros e ganhamos pela força do governo, do estado, salários mínimos de categorias, ou mínimo, mesmo para não se morrer de fome e miséria.

No Brasil, atualmente tem somente patriotada, os políticos e dirigentes são hipócritas, não falam a verdade nunca. Nem quando são presos em flagrante delito da mentira e da contradição. São os eternos mágicos, predigitadores que enganam a opinião pública, que compram voto e ludibriam as leis, os juízes e todo o Poder Judiciário que é covarde e prejudica os fracos. Erram porque limparam as mãos e outras partes do corpo com escritos de grandes luminares do direito no país como Rui Barbosa e outros.

Hoje, advogados e economistas, trabalham e ganham milhões e milhões e tornam-se as raposas que tomam conta do galinheiro e as raposas podem comer quantas galinhas elas quiserem que o almoço e o jantar já estão incluindo na conta. Não se respeita mais o ser humano, o velho, a criança, a mulher que vai dar a luz, que vai gerar o futuro da nação. O respeito é para os trouxas, como o amor, que nasce no coração.

O Brasil atual não tem economia, não tem política, não justiça, não investimento e não tem futuro. Daqui cinco anos o Brasil vai estar no mesmo dilema, eleições e mesmo tema, corrupção, falta de credibilidade no exterior, endividamento, sem condições de pagar a dívida externa. Tudo devido os capitalistas brasileiros serem apátridas, o capitalismo e o capital, são apátridas. Os capitalistas falam em família e matam os filhos de fome, de desejo, de ódio e cria desde o drogada, ao latrocida, o estuprador.

Não acreditem em personalidades políticas, em escritores que vão salvar o país, na economia, na política. Todos eles estão a serviço do capital interno e externo. Eles fizeram fórmulas que não entende e são explicadas simploriamente, na prática será outra coisa, transferência de capital dos impostos para as fortunas nacional e internacional através do FGTS para as construtoras, obras gigantescas, como campos de futebol, hidrelétricas, rodovias, megaprojetos que unam e enganem o país que estão dando emprego, distribuindo renda como o Bolsa Família, aclamado no exterior dado a super concentração de dinheiro que o Estado e os ricos fazem em cima do trabalhador brasileiro, explorado e espoliado, que é o pior, a exploração se faz pelo trabalho, é normal e justo, todos precisam trabalhar para viver. Mas, a espoliação é quando se tira a comida da mesa de crianças, a escola de qualidade para formação de cabeças pensantes, não para a droga e para o crime. Pois, quando sair da escola em casa pode encontrar a panela vazia, o pai desempregado e bêbado e a mãe trabalhando e desolado, desesperada pela situação, que ela, essa sim, não tem culpa.

O único mérito de tudo isso é que o Brasil se livrou dessa lenga-lenga de guerrilheiro salvacionista. O resultado está ai, grande maioria desses guerrilheiros que foram para o estrangeiro, fugiram, foram trocados a maioria virou bandido, corrupto e enriqueceram, será que para fazer a revolução. Qual seria? A do bolso, como fez Sérgio Cabral, Garotinho e outros que estão engaiolados e ainda comendo do bom e do melhor, afinal, malandro é malandro, mas estes homens, são malandros, mesmo? A dúvida mãe do demônio não nos deixa responder com certeza, tudo pode ser nesse país, menos a certeza de que os homens que estão hoje e lideram o pais vão fazer alguma coisa pelo país. Jogaram a forma fora de Gandhi, Mandela, Luther King e muitos outros homens que pensaram no homem e na mulher, nos contemporâneos e nas próxima geração.


Marcelo dos Santos - jornalista - MTb 16.539 SP/SP



 ````````````````````````````````````````````

A maconha ou cannabbis sattiva é liberado em Cannabbidiol e agora com o THC
Interessante artigo de advogado* onde ele explana os aspectos legais proferidos pelo Tribunal Federal de Brasília em relação ao THC junto a Anvisa e o prazo legal para as mudanças. Ressalta-se que o uso dessa substância é para fins medicinais, com prescrição médica. Apesar de se ver e sentir o odor ao contrário pelo Brasil afora.

Publicado por Pedro Magalhães Ganem - 2 semanas atrás
158
BOMBA Justia brasileira legaliza maconha para uso medicinal
Decisão de ontem da Justiça Federal do DF deu prazo de dez dias para a Agência de Vigilância Sanitária, que regula os medicamentos no país, retirar o THC da lista negra das substâncias proibidas. Isso já foi feito com o Canabidiol (CBD), em janeiro de 2015, por iniciativa da própria Anvisa. Mas o THC, princípio ativo responsável pelo barato da maconha, continua banido.
A outra novidade é que, segundo a sentença, estão autorizadas a prescrição e a importação de Cannabis sativa L. “Agora, um médico pode prescrever a planta in natura“, diz Emílio Figueiredo, consultor jurídico do Growroom, associação que defende o cultivo para uso pessoal.
A decisão é uma tutela antecipada: ou seja, o juiz ainda não proferiu sua decisão final sobre todos os pontos da ação. Mas antecipou a decisão sobre pontos que considera urgentes. Que são:
  • Reclassificar o THC. “Transferir, em dez dias, o THC da lista F2 do anexo da lei de drogas, que contém as substâncias psicoativas banidas, para uma lista de substâncias sujeitas à notificação de receita” – ou seja, ele passa a ser autorizado mediante prescrição médica.
  • Mudar, em dez dias, a portaria 344/98 para “permitir, por ora, a importação, exclusivamente para fins medicinais, de medicamentos e produtos que possuam como princípios ativos os componentes THC (TETRAHIDROCANNABINOL) e CDB (CANNABIDIOL), mediante apresentação de prescrição médica e assinatura de termo de esclarecimento e responsabilidade pelo paciente”.
  • Permitir a pesquisa e a prescrição “da Cannabis sativa L. E de quaisquer outras espécies ou variedades de cannabis, bem como dos produtos obtidos a partir destas plantas, desde que haja prévia notificação à ANVISA e ao Ministério da Saúde”.
A ação do MPF também pediu a autorização de importação de sementes e do cultivo pessoal para uso medicinal. Essas demandas estão entre as que ainda não foram julgadas pelo juiz Marcelo Rebello, da 16a Vara de Justiça Federal do DF.
Consultada, a Anvisa disse por meio de sua assessoria de imprensa que ainda não sabe se vai recorrer. “Não sabemos ainda. A Diretoria vai avaliar os efeitos da decisão e possíveis ações da Anvisa. Não temos uma resposta, até porque na verdade ainda não fomos sequer notificados, embora tenhamos acesso à decisão na internet.”
Em janeiro, quando a Anvisa reclassificou o CBD, o então presidente da Anvisa Jaime Oliveira disse a este blog que “Sem dúvida nenhuma, a situação do THC tem que ser explorada e analisada“.
Pedro Magalhães Ganem
em busca da mudança de paradigmas
Capixaba, espírita, formado em Direito, atuante e sempre um estudante das áreas jurídicas. Pós-graduado em Processo Civil e pós-graduando em Ciências Criminais. O objetivo é levantar debates acerca das situações jurídicas (e da vida) que nos incomodam e tentar contribuir para a mudança de conceito...
Bhte, 11 de novembro de 2015, às 0h35

Carretinha da Saúde leva informação e cultura para Santos Dumont

Para informar e responder perguntas da população sobre a hanseníase, o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) estaciona a Carretinha da Saúde na cidade mineira de Santos Dumont, durante a próxima semana. De 9 a 13 de novembro, será oferecido o diagnóstico imediato da doença e os pacientes serão encaminhados ao tratamento. Atividades lúdicas para promoção da saúde e da cidadania, como apresentações de teatro com ênfase no combate ao preconceito, também fazem parte da programação.
A população de Santos Dumont terá oportunidade de conhecer os aspectos clínicos da hanseníase e os participantes poderão levar informações para seus familiares e conhecidos, contribuindo para o enfrentamento do preconceito ainda associado à doença. Por meio do diagnóstico precoce e do encaminhamento de pacientes ao tratamento, a ação vai colaborar para  evitar a transmissão da doença, que só ocorre em estágio avançado e cessa 48 horas após o paciente iniciar o tratamento. Entidade brasileira sem fins lucrativos que é referência internacional na área, o Morhan dispõe de linha telefônica gratuita para esclarecer a população brasileira sobre hanseníase, o Telehansen: 0800 026 2011. A entidade oferece, também, um serviço online em seu site (www.morhan.org.br), que conta com voluntários para tirar duvidas em tempo real, por meio de um chat.
Apesar de ter sido eliminada em boa parte do mundo e do Sistema Único de Saúde (SUS) oferecer tratamento gratuitamente, a hanseníase ainda representa um importante problema  para a saúde pública brasileira. “A hanseníase tem cura e o tratamento está disponível no SUS, gratuitamente. Neste cenário, o Brasil teria todas as condições para eliminar a hanseníase. No entanto, o país segue ocupando o primeiro lugar no ranking mundial de prevalência da doença, que conta os novos casos de hanseníase na população, e o segundo lugar em termos de números absolutos”, aponta o coordenador nacional do Morhan, Artur Custódio.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o único país que não está em processo de eliminação da hanseníase – uma das metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio para 2015. Para a OMS, ‘estar em eliminação’ significa registrar até 10 casos da doença por cada 100 mil habitantes. No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, em 2014, 31.064 casos novos de hanseníase foram identificados em todo o país, o que corresponde a um coeficiente de prevalência de 15,32  novos casos da doença por cada 100 mil habitantes. Em Minas Gerais, 1.215 novos casos de hanseníase foram identificados em 2014, o que corresponde a um coeficiente de prevalência de 5,86 novos casos por cada 100 mil habitantes.

Sobre a Carretinha da Saúde
Unidade móvel equipada com três ambulatórios e palco para realização de atividades lúdicas, a Carretinha da Saúde promove o diagnóstico precoce da hanseníase e o encaminhamento dos pacientes para o tratamento em unidades de saúde do SUS. Em 2012, o projeto recebeu o Prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Brasil (ODM Brasil), concedido a iniciativas que contribuem para o cumprimento, até 2015, dos 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU). A iniciativa é fruto de parceria do Morhan com a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro e Secretarias Municipais de Saúde, através do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems RJ) e da ONG RIOSOLIDÁRIO.

Nenhum comentário:

Jornal de Saúde informa

Febre amarela: Caso suspeito de febre amarela em humano é investigado em Carmo do Paranaíba e Idosos não conseguem vacina

saúde em Belo Horizonte/MG Atualização diária ⋅ 18 de janeiro de 2018 NOTÍCIAS Técnica de saúde bucal é de...

Jornal de Saúde